Tel.: (24) 3343-1606 | 3342-4320
Filiado a Fisenge
Sindicato dos engenheiros de Volta Redonda - RJ


SENGE INFORMA Nº 16 – CSN – ACORDO COLETIVO 2016/2017 / REUNIÃO DE NEGOCIAÇÃO

CSN – ACORDO COLETIVO 2016/2017 

REUNIÃO DE NEGOCIAÇÃO

Nesta terça feira, 31/05, foi realizada reunião de Esclarecimento e Negociação entre as Comissões do SENGE e da CSN, a fim de discutir e esclarecer a Pauta de Reivindicações enviada pelo SENGE, de acordo com a aprovação da Assembleia Geral Extraordinária – AGE dos Engenheiros, de 19 de abril de 2016.

 A seguir, resumo dos mais importantes itens tratados pela comissão de negociação:

 1.  REPOSIÇÃO SALARIAL

O pedido do SENGE, de reajuste de acordo com a variação da inflação de maio de 2015 a abril de 2016, mais aumento real de 2,2%, foi comentado pela CSN, com o argumento da inviabilidade da solicitação tendo em vista a atual crise financeira do Brasil.

2. OUTROS ITENS

Foram lidos, e discutidos outras reivindicações, tais como : Reajuste do Cartão Alimentação, Piso Salarial dos Engenheiros, Plano de Saúde (Cumprimento do Edital de Privatização, Reenquadramento Funcional, Manutenção de Cláusulas de Acordos Anteriores).

3. APRESENTAÇÃO DA PROPOSTA DA CSN

Argumentando a necessidade de enfrentamento da atual crise econômica, a CSN apresentou os itens que denominou de “Ajustes Necessários”, similar à proposta já apresentada ao Sindicato dos Metalúrgicos, tais como: SUSPENSÃO DO RESIDUAL DE HORAS NOTURNAS, PAGAR APENAS A LEI PARA O ADICIONAL NOTURNO, SUSPENSÃO DO PLANO DE SAÚDE SUPERIOR, PAGAMENTO DA CRECHE ATÉ 1 ANO, SUSPENSÃO DO ABONO ADICIONAL DE FÉRIAS, DA CESTA BÁSICA, DO EMPRÉSTIMO ESPECIAL, AUMENTO DA COPARTICIPAÇÃO NO CARTÃO ALIMENTAÇÃO PARA 20%, SUSPENSÃO DO ADIANTAMENTO DO 13º EM JANEIRO, PAGAMENTO LIMITADO DE 20% DA DIFERENÇA SALARIAL EM CASOS DE SUBSTITUIÇÃO, MANUTENÇÃO DAS BOLSAS DE ESTUDO JÁ CONCEDIDAS, COBRANÇA DE UMA PARTICIPAÇÃO DE R$ 0,27 DOS EMPREGADOS NO DESJEJUM.

E, como CEREJA DO BOLO, REAJUSTE ZERO para o Acordo Coletivo.

O SENGE se posicionou contra as Propostas da CSN, argumentando que representariam perdas para os trabalhadores, e que, mesmo com a recusa, a CSN deveria adotar TRANSPARÊNCIA em sua proposta, demonstrando qual o impacto desta economia no resultado da empresa.

 POSIÇÃO DO SENGE

O SENGE é TERMINANTEMENTE CONTRA o repasse puro e simples da situação de crise para os trabalhadores. Reconhece que o Brasil, e o Setor Siderúrgico passam por grave crise, mas que, qualquer concessão à CSN deve ser temporária, com o compromisso de retorno à situação anterior, baseado em parâmetros claros, vinculados à retomada do faturamento da Empresa. Mesmo assim, o Poder de Compra dos trabalhadores deve ser mantido, com o reajuste das cláusulas econômicas, já que o Aço é reajustado de acordo com a inflação.

SENGE-VR.

Não Fique Só, Fique Sócio.

Voltar